sábado, 28 de maio de 2011

As piores e as melhores

Há coisas que não se deveriam viver na semana antes de começarem as frequências e os testes.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Don't let me down

Desconhecia por completo a teoria dos dates em dias de semana vs. dates ao fim-de-semana. Tantos anos de um namoro supostamente estável dão nesta ignorância. Ontem, a minha querida irmã, no seu melhor estilo Barney Stinson, explicou-me que faz toda a diferença sermos convidadas para sair numa terça ou quarta-feira à noite, em que normalmente ninguém tem nada para fazer, ou numa sexta ou sábado, em que há sempre planos e outras pessoas com quem estar. E eu, que sempre defendi que nestas coisas não há leis gerais, que sempre fui pelas idiossincrasias e pelas particularidades, dou agora por mim a fazer figas para que isso seja mesmo verdade, e que o facto de termos preferido a companhia um do outro queira realmente dizer alguma coisa.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A uma longa aula de 3 horas de entrar em fim-de-semana (e depois de um dia de muito trabalho)

Força, só mais um bocadinho! Tu consegues! Já aguentaste coisas muito piores, isto para ti é piece of cake!

Vi o falecido no Facebook

Está mais feio e com um ar velho e cansado e eu fico muito feliz por isso. Sou má pessoa? Não importa, pelo menos sou uma má pessoa que deixou de choramingar pelos cantos e que conseguiu finalmente desprender-se do passado.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Três breves notas mentais (do eu racional para o eu parvinho que tem dominado nos últimos tempos)

- Olhar de 30 em 30 segundos para o telemóvel não faz com que ele toque mais rápido.
- Mandar sms a ti própria só para garantir que o telemóvel está a funcionar é ridículo.
- Já não tens 16 anos; não ajas como tal.

Campeões


Mais uma noite em que o meu cachecol saiu à rua. Tanto orgulho neste meu FCP...!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

The only one who knows what it's like to be me ♥

Temos o tipo de relação que faz as pessoas dizerem “espero que um dia as minhas filhas sejam assim como vocês”, ou “tenho pena de não ser assim tão próxima da minha irmã como vocês são uma da outra”. E eu sorrio, orgulhosa, porque sei que aquilo que temos é mesmo especial.

So you think your life sucks

Enquanto toda a gente estiver a beber minis e a ver a final da Liga Europa, eu vou estar a trabalhar.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ou então estou só a delirar

Não sei o que esperas disto (se é que esperas alguma coisa de todo), mas o facto de teres ido ao meu encontro às 2 da manhã e de não te teres importado que eu estivesse com os meus amigos, dá-me alguma esperança. Isso e o facto de teres delicadamente trocado de lugar comigo, quando percebeste que o rapaz atrás de mim estava sempre a arranjar forma de me tocar. Dás-me cabo dos nervos, sabias?

segunda-feira, 16 de maio de 2011

E este tempo fantástico, ah?

Depois de tantos posts infelizes, de doenças e de desilusões, sinto-me na obrigação de vos dizer que agora estou um bocadinho feliz. E digo um bocadinho porque o raio da vida deixou mazelas e apesar de acordar com a alma leve, parte de mim está sempre alerta, à espera de que a qualquer momento isto comece tudo a descambar novamente. Mas sim, estou contente, e vocês, que me aturaram no meu pior, que me enviaram mails fofinhos a dar apoio, que me deixaram comentários cheios de força, têm o direito de saber disso. Não sei quanto tempo vai durar, mas por agora tenho muita vontade de sair, de me divertir, de vestir roupas bonitas e de abraçar toda a gente. Por agora tenho saúde, tenho a minha família excepcional, tenho amigos que mereciam ter tido mais atenção e que mesmo assim ainda continuam cá para mim... Tenho mensagens de boa noite e borboletas no estômago e o encantamento de um começo que talvez nunca passe disso, mas no qual estou disposta a arriscar. A vida resolveu dar-me tréguas e eu estou a aproveitar.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Mais do que 1000 palavras

Com as babes (falta só a fotógrafa).

As babes sem mim.


Suede em grande.

Em flagrante delito.


Patrocinadas por uma bebida qualquer...

A madrinha mais cool de sempre

Aconteça o que acontecer, a minha afilhada vai sempre poder dizer que a primeira vez que foi à Queima das Fitas do Porto foi com a madrinha. Foi a minha forma de a incentivar a estudar, para um dia poder viver tudo aquilo como universitária, e se querem saber acho que resultou bem melhor do que os sermões dados pelos pais.


Cinderela (direita) e afilhada (esquerda), durante o concerto dos Suede.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Este têm mesmo, mesmo de ver (liguem o som)

E ler BD é o quê, exactamente? Badass?

Ofereceu-me um livro, um dos seus preferidos de banda desenhada, porque diz que tem uma personagem nerd que é tal e qual a minha pessoa. Coração, tu põe o cinto de segurança e agarra-te bem, que isto é capaz de vir a ser uma viagem atribulada.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Foi um prazer conhecer-vos

Se nos próximos tempos a comunicação social noticiar o aparecimento do cadáver de uma jovem de 27 anos numa valeta, não se admirem. Com a minha tendência para me incompatibilizar com arrumadores (lamento, mas não consigo ouvir um parvalhão qualquer dizer que devia era riscar-me o carro todo só porque eu não estacionei onde ele queria), é certamente este o fim trágico que me espera.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Free at last

Voltei com a certeza de que o fantasma dele já não voltará. Demorou mais de um ano, mas finalmente consegui virar a página.